O economista Eduardo Moreira apresenta dois pontos que estão não estão sendo divulgados pelo governo Bolsonaro em relação à PEC 06/2019 – conhecida como a Reforma da Previdência.

Segundo Moreira, o governo apresenta os números de economia para os próximos 10 anos, apenas. Nos anos seguintes, porém, segundo a tabela apresentada na PEC, as contas mostram que os trabalhadores serão responsáveis por 94% da economia, enquanto os super ricos terão cortado muito pouco de seus privilégios.

Outro ponto trazido pelo economista se refere ao item 50 da PEC, na página 53, em que o governo define quem são os ricos dos quais os privilégios serão cortados: são trabalhadores que ganham R$ 2.231,00.

Share This

Share This

Share this post with your friends!